segunda-feira, 11 de julho de 2011


















                        VELHOTES NA PRAÇA
A Praça da Piedade, em Salvador,fica localizada  no Centro Histórico,arrodeada por prédios centenários e vetustas árvores,que já assistiram muitas revoluções,muitos comícios e protestos e até execuções,como as mortes dos líderes da Revolução dos Alfaiates,a primeira,no Brasil,feita pelos pobres,cujos cabeças foram enforcados.
A praça andou meio abandonada e seus camaleões,mortos,mas,depois de restaurada,gradeada e ajardinada,ficou linda,um remanso de paz e verde no frenético centro de Salvador.Voltaram os vendedores de cafezinho e loteria,os "lambe-lambes",os pássaros, e, tão alegres e saltitantes quanto estes,voltaram os velhinhos;sentam-se na praça,Lêem "A Tarde",jogam dominó,falam mal do governo e da vida alheia em geral,pois,é pecado,mas,é divertido;porém,acima de tudo,olham as garotas;e elas vêm ás centenas,fazer compras,olhar vitrines,tomar sorvetes,estudar,paquerar,ver e serem vistas;passam com o dengo da baiana,certas de sua beleza,ancas largas,pele cor de canela,um andar de enlouquecer frade de pedra.

Os velhos assanhados  -ah! meu tempo!- assobiam,soltam cantadas, antigas  como eles,as garotas riem,algumas mais atiradas dizem:
-Já tomou Viagra  hoje,vovô? Cuidado com o infarto.
-Ah,morreria feliz,no cumprimento do dever.
Fieis a um ditado do cais da  Bahia,que diz(com perdão das feministas )"não se pode comer todas as mulheres do mundo,mas,deve-se fazer esforço",o que os velhinhos gostam mesmo é de contar vantagens.
"Seu" Gustavo,é o rei das patranhas;aos 70 anos,aprumado,corredor de maratonas,olhos brilhantes,conta religiosamente aos amigos,embasbacados,suas aventuras eróticas;ele dá umazinha,duas,dependendo da ocasião e da fêmea,"se a galinha é boa,o pinto não falha".
Mas,o "Seu” Boanerges,talvez por ciúme ou despeito,não engole as estórias;diz que o Gustavo"dá três,sim,duas tentativas e uma desistência",deixando o amigo,fulo de raiva.
Um dia,em que Gustavo contou uma aventura mirabolante com uma mulata,no Pelourinho e "Seu" Boanerges estava "atacado",não se conteve e falou prá ele e todos ouviram:
-Gus,a última foda que você deu,ainda se escrevia com PH.
FALA O LEITOR:



Bom dia,minha querida.Simplesmente, sensacional.Beijos.
Cézar Ubaldo,professor,poeta e escritor



Muito bom esta releitura, cara Miriam!!! E eles compravam camisinhas na Pharmácia, né não! kkkkkkkkkk
Beijos
Paulo Kostella,amigo,leitor e humorista de primeira.






2 comentários:

  1. Onde há uma praça, há velhinhos batendo papo. Aqui onde moro também!!!
    Beijos, amada!

    ResponderExcluir