quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

A LAVAGEM DO BOMFIM











TRADIÇÕES DA BAHIA: LAVAGEM DO BONFIM
“QUEM TEM FÉ VAI A PÉ.”
TUDO começou com uma ameaça de naufrágio e uma promessa. Sacudido por uma tempestade e á beira de um naufrágio,o Capitão Teodósio Rodrigues de Farias invocou o Sr. do Bonfim e prometeu construir uma Igreja,se fosse salvo.Não deu outra,pois,o santo não falha.
Chegando são e salvo á Bahia, o Capitão cumpriu a palavra; mandou fazer uma imagem de 1.06cm, em cedro, réplica perfeita da original em Setúbal e pediu autorização á Santa Sé para construir uma igreja, numa colina na Cidade Baixa, para onde levou a imagem, que estava na Igreja da Penha, na Ribeira, bairro próximo.
Começou assim a devoção que reina soberana desde 1745 até os nossos dias. É a maior festa popular da Bahia;estende-se quase todo o mês de janeiro com suas novenas,ternos,missas campais e a Lavagem das escadarias da Igreja,numa quinta-feira do mês de Janeiro,geralmente, a terceira.
A tradicional Lavagem deve sua criação ao preconceito reinante nesta cidade no inicio do século XX,quando a Igreja  Católica e a elite branca não permitia o culto dos negros e até os perseguia,sem dó, nem piedade.
Acontece que, no culto afro, Sr. do Bonfim é Oxalá, o maior de todos os orixás e precisava ser festejado, com a lavagem do seu templo na Colina, segundo o ritual, com água perfumada de flores brancas e alfazema: eram as águas de Oxalá. O clamor pela proibição foi tamanho que a Igreja cedeu um pouco;”o povo de santo” lavaria o adro e as escadarias,enquanto o templo permaneceria fechado.
O cortejo sai do Comercio, geralmente no meio da manhã, da Igreja de N. Sra. da Conceição da Praia e um mundo de gente, moradores, turistas, adeptos ou não da religião africana, políticos que querem “sair bem na foto”, milhares de pessoas vestidas de branco, cavaleiros, carroças enfeitadas, o afoxé “Filhos de Ghandi”, esparzindo perfume de alfazema no meio da multidão, jornalistas daqui e d’além, percorre os 8 km e sobe a colina para assistir á festa.
 Gente de todo lugar.”eu vim de Ilha de Maré,minha senhora.prá fazer samba na Lavagem do Bonfim”,cantava Batatinha,sambista de escol.Cerca de 500 baianas vestidas de branco,com seus trajes engomados e rendados cheirando a patchulí,distribuem banho de cheiro aos passantes,para tirar as ziquiziras e afastar o mau-olhado.
Fitinhas de Sr. Bonfim, chamadas “medidas” são distribuídas ás mancheias para todos que têm um sonho secreto e esperam concretizá-lo; deve-se dar três nozinhos enquanto se faz três pedidos e deixar no pulso, sem nunca tirar; quando a fitinha rasgar o pedido será atendido, tão certo como dois e dois são quatro. A “medida” tem exatos 63 cm,distancia da chaga do peito de Cristo até Sua mão esquerda.Coloridas e belas trazem felicidade.
Por todo o Largo e subindo a Colina barracas de comida e bebida  distraem e alimentam os passantes; é o acarajé dourado, o oloroso abará, o efó, o vatapá, ouro líquido, o caruru perfumado, é o mistério, a cor e o cheiro desta cidade mágica cheia de ritmos e axé, onde é impossível ser infeliz.
Durante todo o trajeto, canta-se com emoção, o Hino ao Senhor do Bonfim, música de Péthion de Villar e letra do poeta Arthur de Sales, da qual tenho a honra de ser sobrinha-neta.
Hoje estarei lá, de branco, reverenciando o maior orixá da Bahia, fazendo meus pedidos e tomando banho de cheiro, para limpinha, levinha, com a alma perfumada e feliz, seguir o meu destino. Como todos!
“Andá com fé eu vou, qui a fé nun custuma faia...”
“Desta Sagrada Colina
Mansão da Misericórdia
Dá-nos a graça divina
Da justiça e da concórdia”.
Que as bênçãos de Oxalá tragam paz ao mundo!




                     O HINO AO SENHOR DO BONFIM

Com versos do poeta baiano Arthur de Salles e música de Pethion de Villar

Hino do Senhor do Bonfim

208 acessos
glória a ti neste dia de glória
glória a ti redentor que há cem anos
nossos pais conduziste à vitória
pelos mares e campos baianos

desta sagrada colina
mansão da misericórdia
dai-nos a graça divina
da justiça e da concórdia

glória a ti nessa altura sagrada
és o eterno farol, és o guia
és, senhor, sentinela avançada
és a guardo imortal da bahia.

dessa sagrada colina
mansão da misericórdia
dai-nos a graça divina
da justiça e da concórdia

aos teus pés que nos deste o direito
aos teus pés que nos deste a verdade
trata e exulta num férvido preito
a alma em festa da nossa cidade

desta sagrada colina
mansão da misericórdia
dai-nos a graça divina
da justiça e da concórdia


domingo, 17 de junho de 2018

VOCÊ JÁ FOI Á BAHIA? SE NÃO FOI,AMIGO,VÁ!


               ...PORQUE A BAHIA É UM ESTADO DE ESPÍRITO!

                                                  Palácio Rio Branco


VOCÊ JÁ FOI Á BAHIA? SE NÃO FOI,AMIGO,VÁ...

Paulista anda sempre com pressa.Ou corre atrás de trabalho ,ou de dinheiro ,ou do sucesso ,enfim,sabendo disso,como boa baiana que sou resolvi criar um roteiro para turistas apressadinhos.
Salvador,nossa capital,não é bem uma cidade que se possa ver na carreira.E,não aconselho asentar no Largo da Mariquita,engolir um acarajé e depois sair com a cabeça ao sol para tentar ver todas as atrações da cidade.
Essa tentativa de ver tudo em 80 minutos só cabe mesmo na cabeça do apressado,venha ele de onde vier.
-Que é isso,meu rei!? Vai tirar o pai da forca?
Bem,vamos começar nosso roteiro.

Câmara de vereadores


Primeiro se dirija á Praça Municipal,admire o  palácio  Rio Branco, que lá pelos idos do sec.XVII,era um belo edifício,mas,após a República ,ganhou umas águias e umas cúpulas meio sem graça que tirou muito a beleza da antiga construção.
Em frente está a Câmara Municipal que,também,já foi um belo prédio seiscentista ,mas,embora mexida ainda conserva a beleza  e imponência de outros tempos.


Dominando tudo fica o Elevador Lacerda.Alguém,um dia,o chamou de "dente de ouro"da Bahia.Esse elevador une a Cidade Alta á cidade baixa,zona comercial.
Salvador convive com o barroco, o moderno e o modernoso com a mesma paciência dos baianos.
Siga em frente á esquerda e encontrará a Santa Casa da Misericórdia, debruçada sobre o mar,com um acervo espetacular  de arte barroca.Depois,encontrará a Catedral Basílica,mas,no meio ,onde ficava a antiga  Sé de palha, hoje temos uma escultura de Mário Cravo ,a Cruz Caída  e,um Beveldere,projeto do grande arquiteto Assis Reis.

Ainda na Praça da Sé ,em frente ,depois de cruzar o Terreiro de Jesus,fica a igreja da Ordem Terceira de  São Domingos,e,mais á esquerda a igreja de São Pedro dos Clérigos.
Não se esqueça que,como cantou Caymmi ,a Bahia tem 365 igrejas,uma para cada dia do ano,sim senhor.Cansou só de pensar nisso?



 Aproveite,meu rei, e vá á Cantina da Lua,do querido Clarindo Silva,peça uma cervejinha ou a boa cachaça da Bahia,respire fundo e deixe para descer ao Pelourinho,quando estiver mais relaxado.Não sem antes visitar  o Cruzeiro e a Igreja de São Francisco,toda de ouro, uma obra barroca de tirar o fôlego de qualquer um.Veja,abra a boca a se fique  atordoado com tanta riqueza e beleza.


Terreiro de Jesus .Ao fundo a Igreja de São Francisco

Uma curiosidade: o baiano da gema,xingado de soteropolitano,pouco se refere á nossa capital pelo nome,Salvador,tudo pra ele é Bahia.
Bem,descanse um pouco,goze bastante do ar da Bahia ,aprecie as belas mulatas ,porque ,eu também,vou ganhar o mundo.Dia de sábado,em Salvador,em casa? Nem pensar...





Quer saber tudo sobre a Bahia?

Peça,POR E-MAIL, o livro "A BAHIA DE OUTRORA" ,da escritora MIRIAM DE SALES. 
                miriamdesales@gmail.com

              Também em versão digital







                 Bons baianos


Valdeck Almeida de Jesus,escritor e ativista



Antonio Cedraz (in memorian),escritor,desenhista e editor

 Mabel Velloso,escritora e palestrante


Ivone Sol,apresentadora de TV,poeta e escritora


Clarindo Silva, ativista,empresário e escritor


Salvador,Bahia
A gente se vê por aqui.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

OS FILHOS DE GANDHY



O    BLOG DE FEVEREIRO/18

OS FILHOS DE GANDHY




TAPETE BRANCO NA AVENIDA TRAZENDO A PAZ
Ninguém consegue conter a emoção quando os Filhos de Gandhy entram na avenida.O tapete branco da paz,mais de 10000 homens desfilando de azul e branco,cantando  em  iorubá,os ijexás,canções típicas dos cultos afros,o ritmo marcado pelos agogôs,tudo envolto no cheiro da alfazema,10000 homens ou mais,porém,uma só voz,quente,forte,ritmada,o azul e branco dos colares de contas ressaltados pelo branco dos lençóis e toalhas  de que são feitas suas fantasias,portadas á moda indiana, não podendo faltar  os turbantes.
Tudo em homenagem a Oxalá,o maior de todos os orixás,o guardião dos segredos do mundo,o Senhor da Paz.
O colar azul e branco,cujas contas são amuletos da sorte,representam Oxaguiã,Oxalá jovem e Oxalufã,Oxalá,velho,ou seja o Sol nascente e o Sol posto,já que o orixá representa o Sol,fonte da vida.
As contas azuis simbolizam Ogum,senhor dos metais e dos terreiros,o desembaraçador de encrencas,nosso festejado Santo Antonio.
O bloco só sai ás ruas,depois de todos participarem de um ritual afro,no Pelourinho,para trazer sorte.
Porque Filhos de Gandhi? Fundado a 18 de fevereiro de 1949,por estivadores como Durval Marques da Silva,o Vavá Madeira, oriundos do antigo bloco “Comendo Coentro”,quiseram homenagear o Mahatma Gandhi,profeta da paz e da não violência.Incorporaram ao afoxé a cabra,símbolo da vida e o camelo,símbolo da resistência.Tempos depois,descobriram Raimundo Queirós,sósia de Gandhi,que passou a participar do afoxé e morreu em 2006,com 81 anos.
Houve uma época, que, por motivos financeiros,o bloco não saiu e o Carnaval da Bahia ficou mais pobre;então,Gilberto Gil e um repórter chamado Gerson Macedo,fizeram uma campanha e conseguiram trazer o afoxé,de novo,para as ruas.
Daqui a poucos dias estarão na avenida alegrando nosso carnaval;e,trocando seus colares pelos beijos das moças bonitas e distribuindo banho de alfazema para todos.







DICAS DE MAQUIAGEM PARA O CARNAVAL
Todas querem sair lindas de morrer , fazer sucesso e,brilhar no meio da multidão.
Mesmo no Carnaval,a maquiagem muito carregada,associada ao calor,à poeira e tudo mais,pode causar alergias,principalmente vindas das máscaras e plumas que enfeitam o rosto e os olhos.
Com eles todo cuidado é pouco;vão durar para toda a vida,não só nos dias de folia.
Mas,vamos às dicas:
*Use uma base com efeito bronzeador,pois,valoriza as outras cores.
*Não esqueça o pó,no mesmo tom,pois ele é que deixa a pele aveludada;mas,não exagere,com o calor seu rosto pode ficar com o efeito de  bife à milanesa,antes da fritura,é claro!
*Combine a maquiagem dos olhos com a cor dos seus;use produtos anti-alérgicos e,como é Carnaval,abuse das cores fortes, das plumas(elas  são vendidas já pintadas e com uma cola especial para colagem) e do delineador.Se quiser,use longos cílios postiços.
*Delineie as sobrancelhas com lápis ou produto especial para elas;qualquer boa marca de cosmético tem.Purpurinas podem realçar  e dar um efeito interessante.
*Por fim,porém,não menos importante,o batom.
Importante observar a cor de sua pele;para as clarinhas,um vermelho vibrante ou tons rosados.Para as negras e mulatas,um tom marrom ou bronze.
*O blush é fundamental para marcar as têmporas.O tom deve ser bronze.Use glitter,se quiser marcar mais o rosto.
Agora,é só vestir a fantasia ou abada e ...ARRASAR!



                                                INGÊNUA


MORTAL


                                         ARRASADORA 

                            Carnaval na Bahia,pura folia!







                                               FELIZ FOLIA!