domingo, 1 de outubro de 2017


VEM,A BAHIA TE ESPERA!









Fez muito sentido para mim o final de Setembro.Fui assistir a peça “A ALMA IMORAL” ,um monólogo da excelente Clarice Niskier,no Teatro Casa do Comércio  e me senti plena como a muito não me sinto.Hoje,amanheci uma pessoa melhor,sem as inquietações que me afligiam,sem o eterno  conflito entre mim e eu mesma,entendendo melhor as coisas e me dando conta,como comunicadora que sou ,da força das palavras.
A atriz se desnuda na maior parte do tempo,mostrando-se inteira de corpo e de alma e transforma um prosaico tecido preto em figurino.
Inspirada  nos conceitos bíblico – filosóficos  a peça nos levou a refletir sobre o certo e o errado –afinal,muitas vezes,como eu sempre disse,o errado é que está certo.O que é moral?O que é imoral?A imoralidade está no corpo nu?Ou na alma vestida de ódio e violência?
Numa linguagem simples e transformadora ao atriz prova que ,muitas vezes,é preciso trair para ser inteiro.Sim,a conversa é provocativa e numa plateia lotada ,parece que ela fala para cada um de nós.E interage com a plateia ,ouve e é ouvida por ela.Muitos de nós soltamos uma palavra e ela discorreu sobre  essa palavra –a que escolhi foi “crença” -  e me descobri  “quase” religiosa ao perceber meus ritos  e tradições.
A peça ainda estará hoje em cartaz.Quem não viu ainda ,aproveite essa chance.     
Ao cumprimentá-la ela disse que estaria aqui em Novembro com outra peça. Estarei lá.   





           

                                                  *******

         Cheguei ao teatro muito cedo,quase uma hora antes.   
Assim, fui ao restaurante da Casa do Comércio onde não ia faz tempo.Gente,que surpresa boa!Um ambiente acolhedor,elegante,com uma belíssima vista da cidade que me lembrou o Terraço Itália,em São Paulo.Nota mil para os funcionários – o André,o Valdilson,O Orlando e a menina Fernanda .todos tão atenciosos  que até me comoveu tanta atenção.A comida deliciosa e um vinho perfeito!Recomendo,pois ,além de tudo ,o preço é honesto.Na moral!
.Uhlalá ,a vida é mesmo muito bela.
                       



terça-feira, 18 de abril de 2017

O PALACE HOTEL É FERA


                                                         TUDO QUE A BAHIA TEM DE BOM!

O QUE É QUE A BAHIA TEM?
O NOVO PALACE É FERA!
FERA PALACE HOTEL
Nossa,confesso que fiquei muito contente  com o renascimento do  Palace Hotel ,tão importante na minha juventude  e um ícone da Velha Bahia.
Quando minha mãe saía para as compras nas “Duas Américas “ou “Sloper”,meu pai aproveitava para visitar o Adamastor,uma famosa  loja de artigos masculinos e que hoje nomeia o restaurante do hotel.Se fosse um sábado aproveitávamos  para comer a feijoada.
E,por enquanto ,é sobre ele minha conversa fiada de hoje.
Assim que soube da inauguração fui conferir e fiquei encantada com a beleza do espaço , amplo,muito bem decorado e de muito bom gosto.A comida é deliciosa.Ponto para o Filé á francesa e os camarões empanados ,prato preferido de uma médica amiga,mulher de fino gosto.A frequência é nota 10 e o atendimento ,super.Os preços não são altos e a qualidade do trato e da comida  merecem ser comentados.

Soube que o hotel , também,é maravilhoso,mas,por enquanto só está aberto a hóspedes.Mas,pretendo passar lá o réveillon ,gozando a vista da Bahia de Todos os Santos.💕







LANÇAMENTO DO LIVRO DE ALCIONE EVOÁ

ÔXE!QUEM DISSE QUE A PREGUIÇA MORA NA BAHIA?

A autora,Alcione Evoá e a editora Miriam de Sales

Sucesso de vendas no lançamento


                      Acarajé,abará e água de coco.Quer mais?

                                              Então,boa música
                                               Bela decoração
                                               E um livro porreta!

                                                       DEGUSTAÇÃO

                                              TEXTO DO LIVRO

 -"Pra falar verdade,freguês,"Tiro e Queda" são os comprimidinhos que vocês compram na farmácia.As minhas ervas aqui é só "Tiro",não existe queda,se é -que o senhor me entende...
-Opa,então me dê uma boa quantidade que eu vou levar pra um amigo que está precisando.👎

                                       GENTE DA BAHIA                          

CLARINDO SILVA,ESCRITOR ,BOM BAIANO E DONO DA "CANTINA DA LUA", NO TERREIRO DE JESUS.



IN MEMORIA ,ANTONIO CEDRAZ,ESCRITOR E CRIADOR DA TURMA DO XA\XADO,ETERNAS SAUDADES!






A BAHIA DE OUTRORA EM E-BOOK



EDIÇÃO IMPRESSA


EM DVD
PECA O SEU:
E RECEBA EM CASA!
moriamdesales@gmail.com

                                GOSTOU? VOLTE SEMPRE                     !

sexta-feira, 10 de março de 2017

SOMOS UM POVO CORDIAL?


TUDO QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER SOBRE A BAHIA ,MAS,NÃO TINHA A QUEM PERGUNTAR💛



SOMOS UM POVO CORDIAL?💔
Já pensei assim algum tempo atrás, já nos considerei um povo alegre e companheiro,mas,enfim,caiu a máscara e a dura realidade apareceu.
Nas ruas,nos parques,nas escolas,nas feiras livres ,nas casas de família, nas igrejas,no trabalho  as pessoas estão revelando seu lado sujo,negreiro,preconceituoso e antissocial.Deixamos cair a máscara da face e até nos sentimos mais á vontade assim,pois,quem vive  de fingimento  é ator.
A política e as crenças desencadearam esse ódio velado que sempre existiu ,disfarçado e escondido.
Para um país onde se mata mais que no Iraque ,principalmente,negros e pobres ,e a impunidade campeia porque temos uma justiça muito cordial com os mais ricos,estamos muito longe de ganharmos a olimpíada da cordialidade.
O pior é que sempre foi assim,embora mais disfarçado.Só que se falava pelas costas,se destruía reputações na surdina, se tramava pelos cantos.
Quer arrumar um desafeto? Experimente dizer o que pensa e pra que lado torce.Cansei de ouvir conversas em que a pessoa confessa ser contra os golpistas e a favor da volta de uma presidenta eleita por nós e,ao perceber os gestos e rostos desconfortáveis dos seus interlocutores,se apressa logo a dizer : - não,na sou petista,nunca fui e muito menos comunista,isso para ganhar uns olhares mais benevolentes.
Hoje, as pessoas têm vergonha de vestir vermelho,pedir uma coxinha no fast- food ou falar de democracia,que alguns entendem como governo do demo.
Nas reuniões familiares logo se impõe: -nada de discutir política ,vamos nos divertir.Se não,os xingamentos e ofensas começam e ninguém sabe onde vão parar.
Na fila do banco  é muito fácil ouvir: - Pobre ser contra Lula é como gato  votar em cachorro ou mosquito votar em inseticida.
-Você recebe bolsa  - família,seu bosta,vive do dinheiro dos meus impostos,por isso vota neste ladrão.
 - Paulista de merda,pensa que é gente,tudo filho de imigrante que veio pra nosso país morrendo de fome...
- Ignorante é isso,esses nordestinos cabeça chata querem desmoralizar o nosso país de brancos e ricos.
E mais: puxa- saco, negro besta, bicha, gorda, vagabundo,vive ás custas do papai, canalha, pau – mandado,covarde,corno,safado,comunista etc.etc.etc...E por ai vai...
Acabou a galinha acabou o resguardo e ,agora ,o eterno país do futuro retroagiu para o passado e,com sorte  revogaremos a Lei Áurea, que aquela princesa besta e apaixonada por um crápula francês inventou só para sacanear  os paulistas plantadores de café.
Sempre governado pela elite e escravocrata pela própria natureza ,preconceituosa e segregadora,a classe dominante nunca governou para o povo nem nunca quis vê-lo  feliz;sempre quis vê-lo acomodado,dizendo sim como vaca de presépio e muito agradecido pelas migalhas recebidas.
Haja visto a periferia “agradecer” ao prefeito e ao governador por obras que eles tinham obrigação de fazer.
Quem luta pelos pobres e desafortunados nunca teve bom fim,isto desde Cristo,passando por Spartacus,os irmãos Graco,bem,a lista é grande.
As pessoas se retiram apressadas ou  põem o dedo em riste na minha cara,ou ficam incomodadas quando eu digo que vivemos numa escravidão disfarçada e pior do que a escravidão negra.Estudiosa dos tempos coloniais percebi que os escravos que viviam e trabalhavam na senzala tinham casa ,comida e roupa lavada,eram bem tratados ( claro ,havia o tronco e o chicote que ainda há ,porém ,disfarçado de agressões verbais e o fantasma das demissões ),nos engenhos de açúcar ,na Bahia, tinham a liberdade de crença  ,com os malês, tinham escola e capela e ,no fim,até recebiam uma gleba para trabalhar para si  , plantando e vendendo a cana para o senhor do engenho;estes formaram a classe média  brasileira .
Agora,vai me dizer que o brasileiro que ganha salário mínimo , sai ás seis da manhã de casa para apanhar um ônibus lotado onde viaja pior que gado,paga aluguel, vai ao mercado, não tem boas escolas para os filhos e daí vai constituindo novas gerações de  escravizados ,não podem ter lazer,nem ler livros pois a grana não chega, vai me dizer que vive melhor?
Não,não estou fazendo a apologia da escravidão só estou afirmando que ela existe ,só que diferente.Comprados,hoje,só deputados e senadores.Percebes?
Todos sabemos que nosso sistema político é escravagista, segregador e inoperante.Mas,não é caminhando e cantando que o destruiremos.
É indo á luta!

O LIVRO "A BAHIA DE OUTRORA" AGORA É DIGITAL

COMPRE PELO KINDLE  NO AMAZON



COMPRE NA VERSÃO CD COM MÚSICA E FOTOS COLORIDAS DA BAHIA
EDIÇÃO ESPECIAL
ENTREGUE NO SEU ENDEREÇO EM QUALQUER LUGAR DO BRASIL
PODE SER LIDO NO NOTE - BOOK OU PC
APENAS $15.00 + FRETE

👪 VENDIDO EM TODO O MUNDO
BARCELONA
PARIS
LISBOA
LONDRES
MADRI
ROMA
BREVE PODERÁ ESTAR NA SUA CASA.

VÍDEO "A BAHIA DE OUTRORA" ,DE MIRIAM DE SALES