sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

ACONTECEU NO CARNAVAL!


O camarote elegante, naquele hotel em Ondina ,estava lotado.Cheio de artistas globais,piriguetes,made in periferia,mas,com cara de donzelas,empresários de moringa cheia,balançando mais que navio em tempestade e velhas senhoras ultrapassadas,fingindo de brotinho e mostrando ,sem querer,as mal disfarçadas pelancas.Além dos gays,é claro;sem eles,nenhum camarote se sustenta.
Repara naquela  madame de nome comprido e tão orgulhosa dele que parecia haver parido todos os seus ancestrais.Apesar de ser ainda muito cedo,já tinha tomado todas,porém,o cavalheiro que a cumprimentou:-Oi! -  estava ainda pior,pois,sendo assessor de político,nesses tempos brabos em que eles andam em baixa,tinha mesmo que soltar as frangas,descontrair,para não endoidar de vez.
A velhota não devia ser mulher de oi,pois,olhou o sujeito meio atravessado e não respondeu ao cumprimento.
Mas,o tipo achando que não foi ouvido,descambou atrás dela,caindo e levantando e falou:
-Feliz Carnaval prá você!
Contrafeita ,a mulher respondeu:
-O mesmo lhe desejo.
O  homem  sorriu,pegou uma taça,derramou um champanhe e ofereceu.
-Vira essa  ai para soltar a alegria...
-Você já bebeu um bocado(hic);não tá na hora de parar?
-Êpa, pára esse papo cabeça.Parece conversa de mulher casada.
-Acontece que eu sou casada.
-Caramba, eu também,pô! Deu um soluço de bebum,- hic,hic- e ficou balançando o corpo prá lá e prá cá,como macumbeiro em transe.Sou um bocado casado.Desde 1975,sacou!?
-Ora essa, eu também...Qual é o problema?
-Que puta  coincidência,né? O Carnaval tem dessas coisas,a gente encontra caras que não vê a uma cara...Riu,satisfeito com o trocadilho infame. - Puta merda!
-Mas, me diz,você casou naquele convento enooorme,cujo aluguel do espaço deixa a gente limpo?
-Foi. Os bem-nascidos casam ali,né?Disse orgulhosamente_.
-Verdade,falou entornando um copo ,dessa vez de chopp.Também casei ali.E,pensativo:
-Quanta coincidência!Não me diga que sua lua de mel foi em Paris...
-Claro, e viajei pela Varig.
_Puxa,eu também.Quase toda a gente passa lua-de-mel em Paris.
E,meio desanimado:
-Como se isso valesse prá alguma coisa...
Ela pareceu despertar de um sonho e aceitou o canecão de chopp que ele lhe ofereceu ;já estava prá lá de marrakech,como diria o mano Caetano,mas,foi em frente.
Falou prá ele, a voz engrolada,meio triste:
_A lua-de-mel não depende do lugar; e,completou,filosofando:-Depende mesmo é do casal...
O cara deu um risinho e explicou:
-Minha mulher sempre diz isso...
Agarrou dois canecões que  encheu de chopp, oferecendo um prá ela.
Mas,a mulherzinha já tava mudando o rumo da prosa.
-Olha aqui, Pauleta,você já bebeu demais. Vam’bora...
E agarrando um cambaleante marido o carregou prá casa.




UM PRESENTE PARA\ A POLÍCIA NOS DEIXAR BRINCAR EM PAZ"!




BAHIA DE TODAS AS BELEZAS
Não gosta de Carnaval?
Prefere uns dias de descanso a dois numa bela praia tendo apenas o mar por testemunha de tanto amor?
Então,porque não ir até Saubara,pertinho de Salvador, a apenas 94 km,um lugar tranqüilo ,de praias lindas,areias brancas,falésias,áreas de manguezais,rios,cascatas e vilarejos (Cabuçu, Bom Jesús dos Pobres e Araripe) que parecem ter parado no tempo,tudo isso arrodeado pela Mata Atlântica,como uma moldura da natureza para esse quadro encantador.
Para quebrar a monotonia (afinal ,não pode se viver só de beijos) ainda se pode fazer passeios ecológicos,praticar canoagem no melhor estilo romântico dos sixties.
É,tem que andar muito para não ganhar uns quilinhos,pois,a comida é maravilhosa,caseira,saudável.Imperam soberanos os frutos do mar:mariscos,peixes,crustáceos e camarões.

Tudo isto é muito bom,muito farto,mas,o que me atrai mesmo em Saubara é o artesanato.


A renda,principalmente a renda de bilros é o carro-chefe local.
As famosas mulheres rendeiras produzem peças  de cama e mesa,além de belos vestidos e saídas de praia,bijuterias e adereços diversos.
Olé, muié rendeira
Olé, muié rendá,
Tu me ensina a fazê renda
Que eu te ensino a namorá...
Mas,o que é a renda de bilro?
Sobre uma almofada cilíndrica forrada de chita,as rendeiras manuseiam os fios da trama por meio dos bilros,pequenas peças de madeira torneadas.
Esse manusear  solta  uma música própria tão bem retratada  no poema “A Música dos Bilros”,de Artur de Salles.
Prá quem adora rendas (como eu),sossego,mar e sol,Saubara é um paraíso.
Faça uma visita!

A renda de bilro






SUCO SOS PARA REPÔR ENERGIAS

Ingredientes

  • laranjas, aproximadamente 500 g no total
  • limão
  • lima
  • raspas de 1 limão
  • 1 colher de sopa de açúcar de confeiteiro
  • 2 colheres de sopa de folhas de hortelã picadas
  • Para decorar (opcional)
  • rodelas de limão
  • Corte ao meio as laranjas, a lima e o limão 
    Esprema as frutas num espremedor elétrico ou manual, de preferência um aparelho que retenha os caroços, mas deixe passar uma generosa quantidade de polpa 
    Na ausência de espremedor, é possível usar um garfo para tirar a polpa. 
    Coloque numa jarra os sucos das frutas com as raspas de limão, 4 colheres de sopa de água, o açúcar e as folhas de hortelã 
    Mexa e, em seguida, sirva em copos com cubos de gelo e rodelas de limão.





RECEITA DE CARNAVAL

SUCO ANTI RESSACA

Ingredientes
150 ml de suco de laranja
100 ml de água de coco
2 fatias de abacaxi
½ maçã picada
½ cenoura ralada
Folhinhas de hortelã
Gelo
Modo de Preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificador. Sirva em seguida.



RECEITA DE CARNAVAL
Cuidado
Animação
Repouso ,quando necessário
Naturalidade
Alto astral
Loucura
mas,acima de tudo:
PAZ!




Tem um livro no forno?
Não esqueça o tempero!
Publique com a gente!
www.editorapimentamalagueta.blogspot.com
















9 comentários:

  1. Muito bom, gostei da miscêlanea, água dura, um fetiche básico, renda para a fantasia e um suco revigorante. Todo carnaval deveria ser assim. Abraços

    ResponderExcluir
  2. Mu caro,que bom rever vc,ao menos ,virtualmente.
    Feliz Carnaval!

    ResponderExcluir
  3. Teu blog hoje "tá" mesmo carnavalesco. História de bêbado e "coisitas mais" que só se vê no carnaval (prá quem gosta, claro!)Tem até um suco para reanimar os caídos (risos)!
    Legal, Miriam você tem um humor nato que sabe aplicar tanto nos assuntos sérios como nos assuntos carnavalescos da vida.
    Beijos para você.

    ResponderExcluir
  4. ADOREI ESTE CASAL DO CARNAVAL.Minha amiga ainda sob o efeito desta desatrada greve,entraremos para a reta final desta festa,que aqui voce bem informou e ainda de canja uma dica para fugir dela com todos os toques de uma sabedoria.
    Um abração a voce com meu carinho.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Oi Miriam, gostei do diálogo do casal carnavalesco. Fiquei na expectativa do final, gostei. Rs. Mas o que realmente me surpreendeu, foi a criatividade da cédula com sua imagem. KKKKKK rs. Bj. minha linda!

    ResponderExcluir
  6. Hoje o Carnaval
    não é igual
    ao do meu tempo.
    Lamento!
    Mas,aceito a alegria
    quando ela vem de dentro!
    Abração

    ResponderExcluir
  7. Toninho,em quase sete décadas de Bahia,nunca vi nada igual.Tanta violência,desrespeito e a covardia das autoridades.
    Quem nos valerá?
    bjks

    ResponderExcluir
  8. h,vc gostou?
    Mande uma foto,faço uma p/ vc .rsss bjks

    ResponderExcluir
  9. Meus parabéns! Gostei muito do seu blog. Que o Senhor Jesus Cristo te abençoe, abundantemente.

    Visite o meu blog e me adicione ao seu. Vamos fazer uma parceria. Aguardo sua confirmação.

    Acesse: http://iijesuseocaminho.blogspot.com

    Abraços.

    ResponderExcluir